Ministro mantém prisão de paraibano acusado de mandar matar o sogro

O presidente do Superior de Justiça, ministro João Otávio de Noronha (foto), rejeitou liminar em habeas corpus requerida pela defesa de um homem acusado de mandar matar o sogro na Paraíba para ter acesso a parte da herança.
Cícero Antonio da Cruz Almeida está preso preventivamente desde o ano passado, apontado como o “mentor intelectual do crime”, conforme informação do ´Estadão´.
O estadão

BORGES NETO LUCENA INFORMA