Governista acredita que João Azevêdo não deve tentar ampliar a base na ALPB


A deputada Pollyanna Dutra (PSB) acredita que o governador João Azevêdo (PSB) pode ter “dor de cabeça” com um possível aumento da base governista na Assembleia Legislativa dos atuais 22 parlamentares para possivelmente 25. A socialista acredita que o melhor seria manter os atuais aliados que estiveram juntos desde a campanha eleitoral do ano passado e que garantiu a vitória do projeto do PSB.

“Mas é claro que todo gestor quer garantir a governabilidade. Claro que, quanto mais deputado melhor, mas agora também pode dar mais dor de cabeça”, disse a deputada em recente entrevista.

Como integrante do PSB, Pollyanna acredita que a sua experiência com o projeto e com ações realizadas há muito tempo dentro do grupo socialista, garante a ela uma mediação mais fácil entre Assembleia Legislativa, governo e sociedade. “Esses novos cristãos que estão chegando agora não tem a mesma facilidade. Eles terão que compreender o governo. Mesmo assim, são bem vindos”, afirmou.

Uma das lutas da deputada será a garantia de uma saúde pública de qualidade no Sertão. “Vivemos na gestão do PSB melhorias nos indicadores de saúde na minha região. A gente conseguiu reduzir a mortalidade infantil com essa parceria que fizemos com o Estado, além de reduzirmos as mortes causadas pelo coração. Então a saúde pública do SUS foi benéfica na nossa região. Mas precisamos melhorar”, disse.

Segundo a deputada, é preciso pensar em alternativas para garantir atendimento aos mais de um milhão de sertanejos. “Eu não quero que deixe de construir mais hospitais em João Pessoa ou Campina Grande, mas quero encontrar uma solução para garantir o atendimento também no Sertão”, revelou.

PBAGORA


BORGES NETO LUCENA INFORMA