Eduardo rebate acusações de Estela sobre “orquestração” em sessão especial e afirma que tomou medidas cabíveis

O deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) rebateu as acusações da deputada Estela Bezerra (PSB) que ele teria participado de uma “orquestração” para que fossem proferidas insinuações contra a parlamentar, durante sessão especial proposta e presidida por ele para debater o Maio Amarelo, na última quinta-feira (5), na Assembleia Legislativa da Paraíba. Ele esclareceu que ao ser surpreendido pelo conteúdo exposto por uma advogada que se inscreveu, orientou que a transmissão da TV Assembleia fosse interrompida imediatamente e que as notas taquigráficas da sessão não contivessem a sua fala, decisões tomadas em comum acordo com os funcionários da Casa e com a Secretaria da Mesa.
 
Eduardo ressaltou que não pode ser responsabilizado pelo teor dos discursos das pessoas que usaram a tribuna, já que o espaço é aberto para que qualquer cidadão possa se pronunciar sobre o tema abordado. “Eu também fui surpreendido com a fala da advogada, que se inscreveu como uma cidadã comum. Eu não sabia o que ela iria falar, como não poderia saber inclusive, de nenhum inscrito. As pessoas têm liberdade para usar a tribuna em sessões especiais e audiências públicas e devem ser elas próprias responsabilizadas pelo conteúdo do que expressam”, comentou.
 
O deputado lamentou que a socialista tenha tido esse tipo de interpretação, mas disse que, caso seja alvo de qualquer ação por parte da parlamentar não terá nenhuma dificuldade em apresentar as provas sobre a sua lisura e correção. “Nós não temos esse perfil. Quem conhece meu caráter e a forma que faço política sabe que eu não comungo com esse tipo de prática, de orquestrar ações para fazer denuncismo a quem quer que seja. Além disso, eu lamento profundamente que a deputada prefira partir para ameaças e ataques inconsequentes. Essas declarações nervosas não irão me intimidar e nem tampouco mudar o foco do nosso mandato”, concluiu.
 
 
Assessoria 

BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários