Novos produtores de Juru participam da Feira da Agricultura Familiar

A Feira da Agricultura Familiar instalada há duas semanas em Juru, cidade localizada no Sertão, ganhou mais cinco agricultores que passaram a comercializar seus produtos agrícolas. O evento começou com 19, agora passou para 24 o número de produtores que compõem a feira, realizada toda sexta-feira com barracas padronizadas, confeccionadas em parceria com a prefeitura municipal. Todos recebem assistência técnica da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer). Na segunda semana que foi realizada a feira, já se constatou um bom crescimento de visitantes. 

Dois agricultores que trabalham com o cultivo de maracujá amarelo, utilizando o sistema de irrigação por gotejamento, Fabiano da Silva, do Sítio Catingueira, e Lenivaldo Lourenço, do Sitio Várzea, passaram a comercializar seus produtos no local, contribuindo para ampliar as variedades de produtos à disposição dos consumidores.

Ainda na feira, de forma organizada e bem cuidada, estão sendo comercializados produtos agrícolas cultivados com o acompanhamento dos técnicos da Empaer. Todos os agricultores são orientados a evitar o uso de produtos químicos e para melhorar seus conhecimentos, participando de oficinas sobre comercialização, com boas práticas, agregação de valor, higiene corporal e dos alimentos.

O município de Juru apresenta excelentes condições climáticas e de solo para o cultivo de maracujá e, atendendo às solicitações de produtores rurais, durante o mês de abril, foi realizado curso sobre os tratos dessa cultura. São dezenas de famílias que trabalham com a plantação de maracujá, atividade que vem proporcionando uma renda mensal considerável. Além de comercializar nas feiras livres, existe na região uma fábrica de polpa que absorve a produção de pelo menos 50 famílias.

Neste ano de 2019, Entre os meses de janeiro e abril, foram instaladas feiras nas cidades de Pilar, Juripiranga, Borborema, Gurinhém e recentemente em Juru, totalizando 86 unidades em funcionamento. Outras unidades estão em fase de organização e reciclagem dos agricultores pelos técnicos da Empaer - órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap).
Secom-PB 
BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários