Projeto ‘Papo de Homem’ do TJPB encerra nesta segunda

O Projeto ‘Papo de Homem’, destinado a réus em processos de violência contra a mulher em Campina Grande e que propõe a reflexão acerca da gravidade deste tipo de conduta, encerrará a terceira edição nesta segunda-feira (12).
A ação é desenvolvida pelo Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher daquela Comarca. A próxima turma do Projeto está prevista para iniciar as atividades no dia 6 de setembro e já conta com nove interessados, de acordo com o órgão.
O titular do Juizado e facilitador do ‘Papo de Homem’, juiz Antônio Gonçalves Ribeiro Júnior, informou que cerca de 38 homens já fizeram o curso. Ele esclareceu que são promovidos cinco encontros quinzenais para discutir temas como masculinidade, violência doméstica e relações humanas.
“Os cursos são ministrados por psicólogas e assistentes sociais, que integram a equipe multidisciplinar do Juizado. Os resultados obtidos são excelentes, já que não registramos reincidência entre os homens que já participaram da iniciativa”, destacou o magistrado.
Outro objetivo do Projeto é fazer com que os participantes se tornem multiplicadores do enfrentamento à violência doméstica.
“Sugerimos que as multiplicações ocorram no convívio social de que participa, em meio a ‘papos de homem’, ou seja, no trato social de cada um e dando o seu próprio testemunho para conscientizar familiares e amigos. O maior benefício é justamente a possibilidade de conscientização e multiplicação no combate à violência doméstica”, salientou Antônio Gonçalves.
O magistrado lembrou que o Juizado vai realizar 162 audiências dentro da próxima edição da Semana Justiça pela Paz em Casa, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que será no período de 19 a 23 de agosto.
“Também estamos tentando montar uma oficina gastronômica no último dia do evento como forma de capacitar as vítimas de agressões domésticas”, informou.
Para disseminar o combate à violência doméstica, a equipe promove palestras em escolas públicas e privadas de Campina Grande, abordando a Lei Maria da Penha (nº 11.340/2006).
MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários