Análise: deputados estaduais se movimentam para disputar prefeituras em toda a Paraíba em 2020


A contabilidade pode crescer ou diminuir à medida que os finos grãos de areia caírem na ampulheta política. Os convites vêm sendo feitos, movimentações partidárias são executadas todos os dias e observações dos “caciques” e suas respectivas agremiações medem as temperaturas do termômetro que tem como escala final as eleições de 2020.
Fugindo um pouco das turbulências que estão em curso no PSB, interessante notar que o tabuleiro para o pleito do próximo ano já começa a ter peças com boa densidade eleitoral sendo movimentadas. Mesmo que de forma embrionária, pré-candidaturas, melhor dizendo, o desejo de compor uma chapa majoritária no próximo ano se espalha em todos os quadrantes do estado.
E tal afirmação pode ser evidenciada na Assembleia Legislativa da Paraíba, havendo manifestações de parlamentares ou seus aliados de avocarem o direito de serem candidatos a prefeito, o que é legal e democrático. O Democratas tem a figura de Felipe Leitão, que exerce a presidência da sigla na Capital, como opção para disputar a prefeitura de João Pessoa.
Mas há um porém: o deputado federal Efraim Filho, presidente da agremiação no estado, além do ex-deputado estadual Raoni Mendes estão no páreo. O “escolhido” virá após consultas internas que o partido fará até o próximo ano. Já na seara do MDB o nome de Raniey Paulino surge como uma força viável à prefeitura de Guarabira.
O medebista tem base sólida na “Rainha do Brejo”, no qual seu pai, o ex-governador do Estado, Roberto Paulino, é liderança política inconteste. Em São José de Piranhas, o prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP), vem ampliando seu avanço político na região metropolitana do município o qual governa.
A intenção do chefe do Executivo cajazeirense é abrir espaço para sua esposa, Dra. Paula (PP) disputar a prefeitura piranhense. Na Serra da Boborema, mais especificamente em Campina Grande, Tovar Correia Lima (PSDB), que faz parte do clã Cunha Lima tem pretensão de ser o postulante do grupo.
Mas vale lembrar que outros com mesmo sobrenome nutrem o desejo de disputar o Executivo de Vila Nova da Rainha, havendo as figuras do deputado federal Pedro Cunha Lima, que preside o diretório regional tucano, em menor escala, seu pai, o ex-governador Cássio Cunha Lima, e o ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima. Conclusão: muito cacique pra pouco índio. Ou vaga, se preferir.
Ainda em terras campinenses existe a forte presença do deputado Manoel Ludgério (PSD). Ele tem o apoio da sua esposa, a presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, Ivonete Ludgério (PSD). O parlamentar também é muito ligado politicamente ao atual prefeito Romero Rodrigues, recém-filiado ao PSD.
E aqui vai uma “pequena” observação ainda sobre Campina Grande. Romero Rodrigues faz parte do clã Cunha Lima. Faz-se necessário observar se a consanguinidade falará mais alto no caso em pauta, ou não.E retornando à Capital paraibana existem outros nomes de força. Eduardo Carneiro (PRTB), que está sendo “pleiteado” pelo senador José Maranhão, presidente estadual do MDB, pode ser o candidato medebista. Carneiro deve migra para a sigla comandada por “Zé”, em breve.
Ainda podem ser conferidos os nomes de Wilson Filho (PTB), que tem o apoio do seu pai, o deputado federal Wilson Santiago, que preside a sigla petebista na Paraíba, além de Walber Virgulino (Patriota), segundo deputado estadual na Paraíba com 48.053 mil votos. Como se vê, nomes estão sendo postos. Agora é aguardar os que declinarão, os que continuarão e outros que surgirão.
Eliabe Castor
PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários