Corpos de 39 pessoas encontrados em caminhão na Inglaterra eram de chineses


Os 39 corpos encontrados no baú de um caminhão em Grays, na região de Essex, na Inglaterra, na quarta-feira (23,) eram de chineses, informou a polícia britânica na manhã desta quinta-feira (24). A polícia informou ainda que, entre as vítimas, havia 31 homens e oito mulheres.
A causa das mortes ainda é investigada. As vítimas podem morrido por sufocamento ou de frio, pois se tratava de um caminhão frigorífico. A informação de que entre as vítimas haveria um adolescente também não foi confirmada pelas autoridades.
A tragédia motivou pedidos de luta contra os traficantes de seres humanos. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, considerou o ocorrido uma “tragédia inimaginável”.
Polícia britânica diz que os 39 corpos encontrados em caminhão seriam de chineses
Polícia britânica diz que os 39 corpos encontrados em caminhão seriam de chineses
O motorista de 25 anos, que é norte-irlandês, foi detido por suspeita de assassinato. A imprensa britânica afirmou que o nome dele é Mo Robinson e que ele é mora na cidade norte-irlandesa de Portadown, no condado de Armagh.
Na noite de quarta, a polícia britânica fez operações de busca em três propriedades relacionadas ao motorista na Irlanda do Norte.

Rota do caminhão

Os corpos dentro do caminhão foram encontrados na madrugada de quarta-feira, em uma zona industrial da cidade de Grays. A polícia britânica foi alertada pelo serviço de emergência sobre os cadáveres e agora investiga a rota que o caminhão percorreu até lá.
O que se sabe até agora é que:
  • reboque do caminhão chegou aproximadamente às 23h30 de segunda-feira (horário local) a Purfleet, porto do Tâmisa, procedente de Zeebrugge, Bélgica. O Ministério Público Federal da Bélgica informou que o contêiner do caminhão passou por Zeebrugge na terça (22).
  • A cabine partiu da Irlanda do Norte.
As autoridades búlgaras também confirmaram o emplacamento do veículo na Bulgária em 2017, mas afirmaram que o veículo não retornou ao país desde então. “Não há conexão, apenas com as placas”, declarou o primeiro-ministro búlgaro, Boyko Borissov.
Mapas mostram pontos pelos quais o caminhão passou — Foto: Juliane Monteiro/G1
Mapas mostram pontos pelos quais o caminhão passou — Foto: Juliane Monteiro/G1

Outros casos

Ainda quarta-feira, a polícia de Kent também anunciou que localizou e transferiu para as autoridades de imigração nove pessoas encontradas vivas em um caminhão em uma rodovia ao sudeste de Londres.
Em junho de 2000, 58 imigrantes chineses foram encontrados sufocados em um caminhão em Dover. Entre eles, foram encontrados dois sobreviventes, de acordo com a BBC. Um motorista holandês foi preso no ano seguinte por homicídio culposo.
Em agosto de 2015, no auge da crise migratória, um caminhão frigorífico com 71 corpos de imigrantes foi encontrado abandonado no leste da Áustria. O veículo havia deixado a Hungria, que era rota dos dezenas de milhares de refugiados que fugiam do Oriente Médio e na África.
BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários