Maia se revolta e chama de 'repugnante' flerte de filho de Bolsonaro com AI-5

Revoltado com a fala do deputado federal, Eduardo Bolsonaro, que é filho do presidente da república Jair Bolsonaro, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) disse que as declarações do deputado sobre a possível volta do AI-5 caso a "esquerda radicalizasse" no Brasil são repugnantes. A declaração foi feita logo após a fala do parlamentar. 
Para Maia, além de "repugnante", Eduardo é passível de punição pelo cargo que representa. Confira a nota que ele divulgou na tarde desta quinta-feira (31).
"Uma Nação só é forte quando suas instituições são fortes. O Brasil é um Estado democrático de Direito e retornou à normalidade institucional desde 15 de março de 1985, quando a ditadura militar foi encerrada com a posse de um governo civil. Eduardo Bolsonaro, que exerce o mandato de deputado federal para o qual foi eleito pelo povo de São Paulo, ao tomar posse jurou respeitar a Constituição de 1988. Foi essa Constituição, a mais longeva Carta Magna brasileira, que fez o país reencontrar sua normalidade institucional e democrática. A Carta de 88 abomina, criminaliza e tem instrumentos para punir quaisquer grupos ou cidadãos que atentem contra seus princípios e atos institucionais atentam contra os princípios e os fundamentos de nossa Constituição". 
CLICKPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários