Correios lançam campanha para 'adoção' de cartas do Papai Noel


A campanha Papai Noel dos Correios foi lançada oficialmente nesta segunda-feira (4), na brinquedoteca do Hospital do GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e Criança com Câncer), referência no tratamento oncológico pediátrico, em São Paulo. 
As crianças que estão em tratamento no hospital viram a chegada do Papai Noel e entregaram as suas cartinhas em mãos ao Bom Velhinho.
A partir do dia 7, os Correios receberão as cartas enviadas ao Papai Noel de estudantes das escolas da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos.

“No GRAACC, além de termos uma infraestrutura completa para o melhor tratamento do câncer infantojuvenil, nos preocupamos em oferecer um espaço lúdico para que as crianças e adolescentes nunca deixem de sonhar, independentemente da condição de saúde. Vemos que esse também é o objetivo da campanha Papai Noel dos Correios, ao realizar o sonho de crianças por todo o Brasil por meio da entrega de presentes. Por isso, estamos juntos nessa iniciativa”, disse a superintendente de Desenvolvimento Institucional do GRAACC, Tammy Allersdorfer.
Durante a campanha, os Correios receberão as cartinhas de crianças que enviaram seus pedidos diretamente ao Papai Noel e, também, de estudantes das escolas da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras, tais como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos. Desde 2010, os Correios estabeleceram essas parcerias com as secretarias de Educação, a fim de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP.
Campanha
A adoção pelos padrinhos é feita da mesma maneira em todo o Brasil. As cartinhas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, são disponibilizadas nas unidades da empresa. No entanto, os Correios não distribuem cartas para adoção diretamente à população, em suas residências. As cartinhas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados no blog da campanha. E para que a empresa possa acompanhar as adoções e as entregas dos presentes, os padrinhos devem cadastrar o CPF ou CNPJ.
Os presentes são recebidos nos pontos de entrega divulgados pelos Correios que, posteriormente, realizam a distribuição. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança nunca é divulgado ou informado ao padrinho.
As datas, locais e horários da campanha Papai Noel dos Correios 2019 podem variar em cada estado. Todas as informações sobre esta corrente de solidariedade poderão ser obtidas no blog, no endereço http://blog.correios.com.br/papainoeldoscorreios, que estará disponível a partir de hoje.
Quem preferir ainda pode adotar cartinhas pela internet em 11 capitais: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e região metropolitana de São Paulo. Para fazer a adoção online, basta acessar o blog da campanha e apadrinhar o pedido de uma criança. A entrega do presente deve ser feita pelo padrinho no ponto indicado pelos Correios, que levarão o presente até a criança. O período da adoção online será de 11 a 29 de novembro de 2019.
Em 2019, a maior ação de responsabilidade social dos Correios completa 30 anos de existência. Ao longo dessas três décadas, a campanha conseguiu atender ao pedido de mais de 6 milhões de cartinhas – muitas delas com histórias emocionantes de solidariedade.
A campanha Papai Noel dos Correios nasceu pela iniciativa de alguns empregados que, durante a rotina de trabalho, recebiam cartinhas escritas por crianças destinadas ao Papai Noel, mas sem endereço. Sensibilizados, alguns deles resolveram adotar as cartinhas e enviar os primeiros presentes. Com o passar do tempo, a ação foi ganhando proporção na empresa e acabou se transformando em um projeto corporativo dos Correios.

BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários