Sindicato dos Motoristas é alvo de nova polêmica e vira caso de polícia

A eleição do Sindicato dos Motoristas da Paraíba continua causando confusão. Nesta terça-feira (03), a categoria foi impedida de entrar na sede para realizar uma Assembleia Extraordinária destinada a escolher uma Junta Governativa para dirigir a entidade até as próximas eleições.
A Assembleia foi determinada pela Justiça do Trabalho da 13ª Região (TRT-13) que anulou a eleição do Sindicato dos Motoristas da Paraíba realizada em 2014, como também o afastamento imediato do atual presidente Antônio de Pádua. Ainda segundo a decisão, a justiça tornou inelegível o atual presidente e toda a chapa.
Na sexta-feira (29), houve uma Assembleia que escolheu Charles Jorge de Queiroz Bezerra, Ronne Nunes de Sousa e Carlos Eduardo de Lima Andrade. Em contato com o Portal Paraíba.com.br o assessor Marielio Fontes Henrique, contou que Por legitimidade legal a Justiça determinou que quem convocasse a Assembléia fosse um Membro da Chapa 2.
Claudemir Nascimento, que faz parte da Chapa 2, convocou os sindicalistas para uma Assembleia nesta terça-feira, mas ele e os demais foram impedidos de entrar na sede.
Os integrantes que estavam do lado de fora acionaram a polícia alegando que estavam sendo ameaçados. “Hoje ia haver assembleia no sindicato para a convocação da Junta Governativa, o presidente e toda a direção foram destituídos e a tem que ter alguém que governe pelo prazo máximo de 60 dias. Temos a documentação dada pela justiça com direito de fazer assembleia, mas não nos deixaram entrar na Casa”, disse Henrique.
“Estão nos ameaçando que se entrarmos vai ter confusão. Chamamos a viatura e se não nos deixarem entrar vamos para a delegacia fazer o Boletim de Ocorrência”, disse.

Veja a convocatória

Convidamos a todos os Companheiros Rodoviários a se fazerem presente hoje 03/12/2019 as 9:00h., para a realização de um Assembleia Extraordinária na Sede do Sindicato dos Motorista.

Está para escolher uma Junta Governativa para dirigir o Sindicato por um prazo máximo de 60 dias.

Desde já contamos com a presença de todos os companheiros aptos a votarem.

Agradeço,

Claudemir Nascimento.

Entenda:

A Justiça do Trabalho da 13ª Região (TRT-13) determinou a anulação da eleição do Sindicato dos Motoristas da Paraíba realizada em 2014, como também o afastamento imediato do atual presidente Antônio de Pádua. Ainda segundo a decisão, a justiça tornou inelegível o atual presidente e toda a chapa.
A ação foi ajuizada pela chapa 2, que teve como candidato, Antônio Nascimento. Segundo ele, o atual presidente teria fraudado o processo eleitoral, ao supostamente criar lista de votantes e colocando pessoas, que sequer, fazem parte da categoria, para votar no pleito.
O advogado da chapa 2, José Silveira disse que as irregularidades foram comprovadas e com isso a ação foi julgada procedente na primeira instância.

Marília Domingues


CLICKPB

BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários