Papa telefona para Padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo da Rua, e pede que não desanime e continue ao lado dos pobres

 


O Papa Francisco telefonou neste sábado (10) para o padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo da Rua de São Paulo, para perguntar sobre os moradores de rua no Brasil.

Segundo comunicado divulgado pela Arquidiocese de São Paulo, o papa telefonou para o padre Júlio às 14h15 e queria saber por quais dificuldades a pastoral passa.

O papa pediu ao padre, que mesmo diante de todas as dificuldades, não "desanime" e continue junto aos pobres.

Neste ano, padre Júlio foi ameaçado ao menos duas vezes. Em janeiro, policiais teriam dito a três jovens moradores de rua que "a hora do Padre Julio Lancelotti vai chegar", no Belenzinho, Zona Leste da cidade. A Corregedoria da Polícia Militar apura a denúncia e a a Defensoria Pública da União "afirmou preocupada com a integridade pessoal e a liberdade de manifestação do padre".

Em setembro, padre Júlio registrou um boletim de ocorrência por ameaça após ter sido xingado por um motoqueiro enquanto fazia trabalho de atendimento a moradores de rua no Centro da cidade.

Lancellotti afirma ser alvo de uma campanha de difamação vinda do deputado estadual e pré-candidato à Prefeitura de São Paulo Arthur do Val (Patriota), conhecido pelo apelido de Mamãe Falei. O político nega as ameaças.

No último dia 1º, a Justiça Eleitoral determinou a remoção das publicações nas redes sociais de Arthur do Val nas quais ele critica o padre Júlio. Conhecido pelo apelido Mamãe Falei, o candidato publicou vídeos em suas redes sociais chamando o padre de "cafetão da miséria".

Comunicado
"Neste sábado, 10 de outubro, às 14h15, recebi o telefonema de sua santidade o Papa Francisco que falou comigo com toda simplicidade e proximidade, perguntando sobre a população de rua, como é nossa convivência com os irmãos de rua, quais as dificuldades que sentimos.

O Papa disse que viu as fotos que enviamos para ele e que sabe das dificuldades que passamos, mas que não desanimemos e façamos sempre como Jesus, estando junto dos mais pobres.

Pediu para transmitir a todos os moradores de rua o seu amor e proximidade e que todos rezem por ele. Ele reza por todos nós também.

Padre Julio Lancellotti
Vigário Episcopal para o Povo da Rua
Arquidiocese de São Paulo".

CLICKPB




FALA PARAÍBA-BORGES NETO