Estudo revela que ocupação dos leitos adultos de UTI na Paraíba mantém tendência de alta há quase um mês

 


Estudo do Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional (Labimec) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) revela que, há quase um mês, a ocupação dos leitos adultos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na Grande João Pessoa, no Sertão e em toda a Paraíba mantém tendência de alta.

Essa tendência foi calculada com base na média móvel exponencial dos últimos 13 dias, espaço de tempo médio entre o início de uma hospitalização e de possível óbito por causa da covid-19.

Desde o início do monitoramento, os pesquisadores da UFPB percebem alguns pontos que devem ser destacados: há relação direta entre o número de casos ativos e de hospitalizados; maior influência no número de hospitalizados em UTI advém de um grande volume de hospitalizados na enfermaria; o período de 10 de maio a 18 de junho teve o maior número de ocupação de leitos, até o momento; e, atualmente, dos hospitalizados, cerca de 40% estão em UTIs.

De acordo com Cássio Bessaria, coordenador do laboratório da UFPB, João Pessoa e Campina Grande, no Agreste do estado, são os municípios que possuem a maior infraestrutura hospitalar na Paraíba, totalizando, ao menos, 70% dos leitos disponíveis.

“A implementação de leitos no interior e em municípios maiores, tais como Santa Rita, na Região Metropolitana, foi fundamental para o sistema de saúde, garantindo uma margem de leitos disponíveis estável”, afirma Rodrigo Ruiz, estudante do curso de Economia da UFPB que colaborou para a análise.

Segundo o último boletim divulgado pelo laboratório da UFPB, nesta sexta-feira (20), na Paraíba, não houve implementação de novos leitos, possuindo 761 para hospitalização. Desse total, 267 são UTIs, representando 35.09 % dos leitos disponíveis no estado.

Conforme a Secretaria de Estado da Saúde, nesta sexta-feira (20), a ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo a Paraíba era de 45%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chegou a 53%. Em Campina Grande, estavam ocupados 34% dos leitos de UTI adulto e, no Sertão, 66% dos leitos de UTI para adultos.

Ainda de acordo com a pasta, a Paraíba registrou, nesta sexta (20), 633 novos casos de covid-19 e quatro óbitos confirmados desde a última atualização, dois deles nas últimas 24 horas. Até o momento, no estado, 141.615 pessoas já contraíram a doença, 113.102 já se recuperaram e 3.236, infelizmente, faleceram, e foram realizados 447.283 testes para diagnóstico da covid-19.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO