Filha do cantor Belo é presa acusada de integrar quadrilha de golpes eletrônicos

 

Uma quadrilha de 12 mulheres foi presa nessa quarta-feira (11), suspeita de aplicar golpes por meio eletrônico no Rio de Janeiro. Entre as detidas está a filha caçula do cantor Belo, Isadora Alkimin Vieira, de 21 anos. A prisão foi feita pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD). As informações são do jornal O Globo.

A jovem é suspeita de integrar a quadrilha ligada à maior facção criminosa do Rio, e que fatura até R$ 1 milhão por mês com esses crimes.

Ao jornal O Globo, o cantor afirmou que estava “muito surpreso e arrasado” e alegou que não sabia de nada. “Falei com ela semana passada por telefone e ainda perguntei de tudo, da faculdade e tal. Dei sempre todo suporte como pai, pensão, faculdade, educação e amor. Me sinto muito triste e quero ser respeitado nesse momento”, disse o cantor.

De acordo com a polícia, a estudante de odontologia e as outras 11 mulheres são suspeitas de serem responsáveis por induzir as vítimas a repassarem seus dados bancários e a entregarem seus cartões a outros integrantes do grupo.

A prisão foi feita em flagrante após uma denúncia anônima, que permitiu que os policiais do DCOD encontrassem a “central” dos golpes, na Barra da Tijuca. Com isadora, foram apreendidos um iPhone, avaliado em R$ 4 mil, e um notebook. A filha de Belo vai responder pelo crime de organização criminosa.

PARAÍBA.COM

BORGES NETO LUCENA INFORMA