Mentor da 'barbárie de Queimadas' fugiu de presídio de segurança máxima após ter acesso à chave de porta que leva à área externa

 

O mentor do crime que ficou conhecido como a "Barbárie de Queimadas", Eduardo dos Santos Pereira, conseguiu fugir da Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes, conhecida como PB1, em João Pessoa, após ter acesso à chave da porta do almoxarifado. É o que aponta o Termo de Ocorrência Circunstanciado registrado após a fuga.

No documento, ao qual o ClickPB teve acesso, consta que o almoxarifado é uma das vias que dá acesso à parte externa do presídio e, após o sumiço da chave, a porta foi encontrada semiaberta, trancada apenas externamente.

O policial penal que estava com a chave teria deixado-a em cima de um balcão ao qual o presidiário tinha acesso, pelo fato de trabalhar na cozinha do presídio. O agente foi indiciado por facilitação da fuga de preso e responderá em liberdade. A polícia investiga se a ação foi combinada ou se tratou-se apenas de um descuido do agente com a chave.

Eduardo dos Santos Pereira foi condenado a 108 anos de reclusão por dois homicídios, formação de quadrilha, cárcere privado, corrupção de menores e porte ilegal de arma, além de cinco estupros. Ele está sendo procurado pela polícia. Se alguém tiver informações sobre o paradeiro do fugitivo pode denunciar por meio do telefone 197.

CLICKPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA