Moradores do Portal do Sol se revoltam com entulho abandonado pela PMJP

 

Moradores do bairro portal do Sol, em João Pessoa, Capital da Paraíba, mais uma vez, estão sendo obrigados a conviverem com os transtornos causados pela falta de planejamento da prefeitura municipal de João Pessoa na execução de obras na localidade.

Nesta sexta-feira (06), um grupo de residentes encaminhou fotografias de mais uma situação à reportagem do PB Agora para denunciar a omissão e cobrar providências da gestão municipal.

Eleitor que estiver sem máscara não poderá entrar na seção eleitoral no próximo dia 15, alerta justiça eleitoral na PB
Os registros fotográficos foram feitos na Rua Aderbal Maia Paiva, que dá acesso ao condomínio Bougainville.

A obra em questão diz respeito ao asfaltamento que aparentemente foi concluído, no entanto, os entulhos e material excedente acabou permanecendo no local, bloqueando os acessos e prejudicando o direito de ir e vir de quem precisa transitar pela localidade.

VEJA FOTOS

 

De acordo com os moradores, em pelo menos dois pontos do asfalto a prefeitura começou o serviço, concluiu já há um bom tempo, mas não retirou os entulhos da via para que os veículos voltassem a circular pelas duas faixas.
Como o local é esquisito à noite, os moradores temem assaltos pelo fato de terem que diminuir a velocidade para contornar os destroços abandonados pela prefeitura.

“Uma dessas montanhas de entulho é bastante perigosa, pois fica próxima a um cruzamento, e só está com uma faixa liberada. Se o carro que vem sentido praia/Estação Ciência, ele tem que parar, para esperar que outro carro que está na direção contrária passe, podendo causar acidentes graves no local”, relatou um dos moradores prejudicados.

Segundo ele, a omissão da prefeitura com o bairro não é novidade. Em outras ocasiões a gestão também iniciou reformas, abandona o local da obra, os trabalhadores desaparecem, e só após muita reclamação é que resolvem.
“Pelo que vimos a obra já está concluída, só resta agora tirar o entulho e liberar o acesso. Acredito que quem recebe para realizar um serviço desse porte não só pode, como deve deixar o local apto para o trânsito, e não construir barreiras para quem necessita transitar pelo local diariamente”, disse ele.

A reportagem do PB Agora tentou entrar em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura de João Pessoa, mas ainda não obtivemos resposta.

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA