Secretário de Saúde da Paraíba afirma que casos de reinfecção do coronavírus não foram confirmados no Brasil


 O secretário de saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, afirmou em um vídeo que casos de reinfecção do Coronavírus não foram confirmados no Brasil. Segundo Geraldo Medeiros, os casos são tratados pelo Ministério da Saúde como suspeitos e estão sendo investigados. 

Ainda de acordo com o secretário, o Ministério de Saúde editou uma norma técnica que precisa existir um teste swab nasal tanto no primeiro episódio como no segundo episódio no espaço de três meses. 

"Existem vários elementos que podem confundir a reinfecção, pela coleta inadequada do material, pelos testes que poderiam não ser confiáveis, alguns, pelo aspecto de que às vezes se trata de outro coronavírus e não o mesmo coronavírus, por isso que há necessidade do sequenciamento genômico desses dois episódios, no sentido de verificar se é o mesmo vírus ou é o novo coronavírus", afirmou o secretário.

Geraldo Medeiros atentou que alguns pacientes que foram infectados pelo Coronavírus no primeiro episódio, ficam com o vírus circulando dentro do organismo, simulando a reinfecção. 

"Essa é a conclusão deste momento em relação a reinfecção que ainda se trata no mundo inteiro de um tema controverso. Nós não temos certeza da ocorrência da reinfecção dessa doença ainda pouco conhecida", finalizou o secretário. 

O vídeo de Geraldo Medeiros acontece após médicos afirmarem que o padre Roberto Coura, da Paróquia São Judas Tadeu, no bairro da Torre, em João Pessoa, foi reinfectado pela Covid-19. Segundo o padre afirmou ao ClickPB, ele foi  infectado pela doença causada pelo novo coronavírus no mês de maio deste ano.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO