Cícero evita interferir na eleição da Mesa Diretora da CMJP e destaca independência de vereadores: “Eles que vão decidir”

 

Recém eleito prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP) descartou, durante entrevista nesta segunda-feira (1º) a possibilidade de interferir na eleição da próxima Mesa Diretora da Casa, para o biênio 2021/2022. Segundo ele, alguns dos pré-candidatos chegaram a comentar sobre o tema, mas os parlamentares e que têm independência para decidir o melhor caminho.

“Alguns fizeram comentários, mas eu disse que a prioridade era a eleição, a Casa tem independência, é natural que haja um movimento entre os candidatos, mas no final eles é que vão decidir”, disse.

Cícero deve iniciar seu mandato com uma base de pelo menos 20 vereadores na bancada de situação, podendo, ampliar esse número, já que segue em permanente diálogo com os eleitos.

“Temos a maioria, hoje temos avançado a conversa com mais de 20 vereadores e tenho certeza absoluta que os nossos projetos e as nossas iniciativas não terão problema em relação a sua votação, a base estará focada e voltada para fazer o que deve ser feito, com uma cidade mais justa, mais humana e mais solidária”, emendou.

De acordo com levantamento realizado pela reportagem do PB Agora, os parlamentares que devem integrar a base governista a partir da próxima legislatura são:

Confira a bancada pró-Cícero:

Tanilson Soares (AVANTE)
João Corujinha (PP)
Milanez Neto (PV)
Bispo José Luiz (REPUBLICANOS)
Dinho (AVANTE)
Eliza (PP)
Bosquinho (PV)
Odon Bezerra (CIDADANIA)
Zezinho Botafogo (CIDADANIA)
Chico do Sindicato (AVANTE)
Guga (PROS)
Durval Ferreira (PL)
Damásio Franca Neto (PP)
Bruno Farias (CIDADANIA)
Emano Santos (PV)
Marcos Bandeira (PMB)
Thiago Lucena (PRTB)
Toinho Pé de Aço (PMB)
Dr Luís Flávio (PSDB)
Junio Leandro Agente de Saúde (PDT)

Apesar de ter anunciado apoio a Cícero no segundo turno, o vereador Marcos Henriques, do PT, deve seguir a orientação da sigla de ser oposição à gestão.

Já os vereadores Coronel Sobreira (MDB); Mikika Leitão (MDB) e Marmuthe Cavalcanti (PSL) caminharam com Nilvan Ferreira (MDB) no segundo turno do pleito e ainda não se pronunciaram sobre qual bancada devem integrar.

A bancada do Patriota, integrada pelos vereadores Marcilio do HBE (PATRIOTA); Tarcísio Jardim (PATRIOTA) e Carlão Pelo Bem (PATRIOTA) não se pronunciaram oficialmente. Apenas Marcílio se colocou à disposição para integrar gestão Cícero e assim abrir espaço para o suplente assumir na CMJP.

 

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA