Compras online aquecem comércio do varejo e fluxo de vendas em João Pessoa deve ser semelhante ao do ano passado, diz diretor da CDL

 

O período de fim de ano é um convite para as compras. Na última semana do ano, os paraibanos costumam ir às lojas não só para garantir os presentes, mas também para trocar os recebidos nas comemorações do Natal que não deram muito certo. Esse cenário de fluxo em expansão de consumidores gera aglomerações e, a apreensão enquanto o risco de contaminação, reforça as medidas sanitárias adotadas por muitos comerciantes.

Em entrevista ao ClickPB, o diretor da Câmara de Dirigentes Lojistas João Pessoa (CDL), Josuel Gomes, disse que para além do combate à Covid-19, os comerciantes também estão otimistas com o ritmo de vendas nesse período. 

"A nossa expectativa é de que chegaremos próximo ao ano passado, para as circunstâncias que estamos vivendo com a pandemia, esse patamar é muito bom. Está sendo bem superior ao que nós esperávamos. A venda online também tem contribuído bastante para que o varejo tenha se mantido em alta, em relação ao momento em que estamos vivendo", reforçou. 

A apreensão enquanto a possibilidade de novas restrições ao comércio foi descartada pelo dirigente."Pelo que temos acompanhado das falas dos gestores, estamos otimistas de que se busquem alternativas para que se mantenha tudo aberto, já que consideram não ter sentido fechar o comércio", reforçou.

Segundo dados da Pesquisa de Comércio feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor do varejo em 2020 registrou alta superior a de anos de recessão como 2015 e 2016. Mesmo com o desempenho mais fraco no fim de ano, chegou a 0,9% de aumento em relação ao números negativos desses anos de -4,3% e -6.2%. Na Paraíba, pelo quarto mês consecutivo, houve aumento gerado com o volume de vendas do varejo que chegou em 10,6% em outubro sobre o mesmo período do ano passado.


SAIBA MAIS:

Varejo paraibano cresce 10,6% em outubro, revela IBGE

CLICKPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA