Polícia aponta envolvimento de familiares na morte de Expedito Pereira; coletiva acontece nesta segunda

 

O delegado de Crimes Contra a Pessoa (DCCPES), homicídios, Vitor Melo, receberá a imprensa nesta segunda-feira (14), às 11h30 no auditório da Central de Polícia de João Pessoa, para fazer esclarecimentos e trazer atualizações a respeito do assassinato do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira.

O delegado Vitor Melo adiantou que as investigações apontam um suposto envolvimento de cabos eleitorais de Ricardo Pereira, sobrinho de Expedito e eleito suplente de vereador em Bayeux, no atentado. Ricardo Pereira foi intimado e deve ser ouvido também nesta segunda-feira.

Expedito foi morto a tiros na manhã da quarta-feira (9), no bairro Manaíra, em João Pessoa. O crime foi flagrado por câmeras de segurança e na sexta-feira (11), a motocicleta utilizada pelo suspeito, uma Honda Titan 125 cc, com placa de Bayeux, foi localizada.

Nenhuma linha de investigação foi descartada e a polícia investiga se dificuldades financeiras e relacionamentos extraconjugais resultaram no assassinato.

PARAÍBA.COM


BORGES NETO LUCENA INFORMA