Secretário alerta sobre risco real de reinfecção e reforça apelo para reuniões familiares serem sustadas neste fim de ano

 

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, reforçou, durante entrevista nesta quinta-feira (10), o apelo para que os festejos natalinos e de final de ano entre familiares sejam sustados esse ano na Paraíba por conta do avanço da contaminação pelo novo coronavírus.


Segundo Medeiros, o primeiro caso confirmado de reinfecção da doença no país, constatado na Paraíba, é um alerta de que o momento é de ponderação, caso contrário, quem optar por aglomerar com todos os entes queridos, poderá lamentar mais tarde não ter se precavido.


Leia Também:

Morre médico Dr. Edmilson, ex-prefeito de Cacimba de Dentro

“É mais um informativo àquelas pessoas que já adquiriram a doença Covid-19 de que devem manter a utilização de máscaras, o uso do álcool em gel, a higiene pessoal com a lavagem repetida das mãos diariamente, e o distanciamento social enquanto nós não temos a implementação da vacinação no nosso país. Esse é o ensinamento e a conscientização da população de que neste mês de dezembro as festas de natal e de final de ano devem ser sustadas. O encontro deve ser feito pelas pessoas da mesma casa, não devemos convidar familiares de outras casas e apartamentos pois um episodio de alegria pode se transformar em um momento de tristeza com a perda de um ente querido”, ressaltou.


Sobre a vacinação, o secretário destacou o aceno é positivo do Ministério da Saúde para a chegada do produto ao país em janeiro e a imunização começar a ser realizada já 30 dias depois, em meados de fevereiro. “Há um cenário e um aceno do Ministério da Saúde de que nós deveremos ter a chegada da vacina ao país em janeiro e o início da vacinação em fevereiro e as determinações e informações coincidirem com o que eles estão relatando”, emendou.


 


PB Agora



FALA PARAÍBA-BORGES NETO