Vereadora denuncia falta de transparência e 'fura filas' na vacinação contra a Covid-19 em Campina Grande


As mais de 3.600 mil doses de vacinas disponíveis na cidade de Campina Grande podem estar sendo usadas de forma indevida. Em entrevista ao ClickPB, na tarde desta quarta-feira (20), a vereadora Jô Oliveira (PCdoB) disse que entrou com um protocolo na Câmara Municipal e enviou ofício ao secretário de Saúde Felipe Reul pedindo transparência no processo de imunização. Segundo ela, as denuncias foram recebidas desde cedo através de mensagens por aplicativos de redes sociais.   

" Acordei com várias mensagens em meu WhatsApp dando conta de supostas irregularidades. Enquanto vereadora protocolei um requerimento e apresentamos na casa o pedido de transparência. Precisamos saber como está se dando o processo de vacinação e se estão respeitando os grupos prioritários. Também cobramos do secretário de Saúde uma posição acerca do assunto, se ele nega, que tenha como justificar essas denuncias. Sabemos que todos querem ficar imunes ao coronavírus, mas tem que haver acima de tudo respeito ao processo", explicou.

Ainda segundo a parlamentar, a fiscalização dentro dos ambientes de vacinação deve ser reforçada. "Enquanto vereadora estou fazendo o meu papel de formalizar a representação e pedir transparência. E que a secretaria possa apresentar o contraditório. Essa é a nossa tarefa, principalmente nessa pandemia, fiscalizar e garantir que os grupos prioritários sejam respeitados", disse. 

LEIA TAMBÉM:


O ClickPB teve acesso com exclusividade ao documento. Confira a seguir:

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO