Ministério Público Eleitoral pede cassação da chapa de Cícero Lucena por acusação de beneficiamento na campanha

 


O Ministério Público Eleitoral pediu a cassação da chapa de Cícero Lucena por acusação de beneficiamento de campanha. A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) foi apresentada pelo MPE à 70ª Zona Eleitoral, em João Pessoa.

Segundo documento ao qual o ClickPB teve acesso, "narram as notícias de fato que chegaram ao conhecimento desta 70ª Promotoria de Justiça Eleitoral que a representada WLEICA HONORATO ARAGÃO QUIRINO, Gerente da 1ª Gerência Regional de Ensino do Governo do Estado da Paraíba utilizou a máquina pública do Estado para campanha política do então candidato à Prefeito de João Pessoa, CÍCERO LUCENA, desrespeitando a Constituição Federal e a Legislação Eleitoral."

A promotora da 70º Zona Eleitoral, Dulcerita Soares Alves, pede a cassação do diploma de prefeito de Cícero Lucena e de Leo Bezerra, aplicação de multa a Wleica Honorato Aragão e que seja declarada "inelegibilidade de todos os representados pelo período de oito anos subsequente às eleições de 2020, em que se verificou a conduta danosa."

CLICKPB




FALA PARAÍBA-BORGES NETO