Morre amazonense que se tratava da Covid-19 no Hospital Pedro I em Campina Grande


 Um homem de 40 anos que foi transferido de Manaus para o Hospital Pedro I, em Campina Grande morreu da Covid-19 na madrugada deste domingo (21). A cidade recebeu no último mês, mais de quinze pacientes vindos do estado amazonenses, devido ao colapso no sistema de saúde de Manaus. 

Segundo o diretor técnico do Hospital Municipal Pedro I, Tito Lívio Vieira, em entrevista ao ClickPb, o homem já tinha sido transferido em estado grave para a instituição, além de já possuir um quadro agravado por ser hipertenso.  "Ele tinha sobrepeso. De todos, ele foi o que veio com o pior quadro. Na hora do embarque até questionaram se ele conseguiria chegar na Paraíba. Ele chegou e já foi direto para a intubação", explicou.

Nesta segunda-feira (22), a Secretaria de Saúde enviou a certidão de óbito para o Estado do Amazonas, que já informou sobre o envio de um avião fretado para buscar o corpo, que já tem o local do sepultamento.

O diretor do Hospital também destacou que a instituição já registra 44% na ocupação em enfermaria e 42% em UTI. "Já estamos estudando a possibilidade de aumentar os leitos na cidade, após o aumento da chegada de novos casos da doença que estão sendo enviados de outras cidades", reforçou.

Até o momento, mais de nove pacientes transferidos para tratamento da Covid-19 em Campina Grande receberam alta médica, sete deles estavam internados no Complexo Hospitalar Municipal Pedro I e dois do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC).

CLICKPB




FALA PARAÍBA-BORGES NETO