Operação detém 216 pessoas, apreende armas, aplica multas e fecha bares durante período carnavalesco na Paraíba


 O cancelamento do ponto facultativo de carnaval e a ausência de blocos e desfiles não serviram para reduzir a criminalidade no período. A Polícia Militar divulgou o resultado da Operação Previna-se, que ocorreu entre a noite da última sexta-feira (12) e a manhã desta quarta-feira (17). Foram 47 armas de fogo apreendidas, um aumento de 88% em relação ao carnaval do ano passado, quando a festa realmente ocorreu. Além disso, 216 pessoas foram conduzidas à delegacia.

O número de mandados de prisão cumpridos dobrou em relação ao carnaval do ano passado. Foram 14 este ano contra sete cumpridos no período de 21 a 25 de ferreiro de 2020.

Foram recuperados 32 veículos com registros de roubos e foram aplicadas multas por poluição sonora que totalizam quase R$ 45 mil por poluição sonora. Foram 11 autos de infração aplicados e sete aparelhos de som apreendidos.

Foram notificados ou fechados 18 bares e outros estabelecimentos em João Pessoa, todos por descumprirem medidas sanitárias estabelecidas em decretos. Os estabelecimentos são localizados nos bairros do Bessa, Manaíra, Torre, Tambaú, Mangabeira, Manaíra, Bancários, Altiplano, Roger, Cruz das Armas e Geisel.

Efetivo empregado - Da noite da última sexta-feira (12) até a manhã desta quarta-feira de cinzas, mais de 3 mil profissionais atuaram no combate às aglomerações, para evitar a proliferação do novo coronavírus neste período, bem como para reforçar a segurança contra os crimes. O trabalho foi feito de forma integrada pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Vigilância Sanitária, Procon, Guardas Municipais e Sudema.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO