Contribuintes podem ter acesso à declaração pré-preenchida para evitar malha fina do IRPF 2021 até o dia 30 de abril, diz delegada da Receita

 


A declaração pré-preenchida foi aberta a partir desta quinta-feira (25) pela Receita Federal. O objetivo é que todos os contribuintes tenham acesso dentro do Centro de Atendimento Virtual (e-CAC) para facilitar o envio dos rendimentos. Em entrevista ao ClickPB, a delegada adjunta da Receita Federal em João Pessoa, Fabiana Moura, explicou que o documento é uma forma de evitar que as pessoas caiam na malha fina. "Além de uma facilidade para o contribuinte, também reduz as chances de erro', destacou. São esperados 320 mil declarações do Imposto de Renda em 2021 na Paraíba.

De acordo com a delegada, a nova função poderá ser utilizada pelos contribuintes que tenham conta no Gov.Br, e possuir validação facial do cadastro ou via internet banking. "Nela já constam os dados referentes às fontes pagadoras, despesas com planos de saúde e bens patrimoniais. O contribuinte poderá ter acesso a ela com sua senha no próprio site", explicou.

A Receita Federal orienta que o contribuinte pode realizar a validação de sua conta de várias formas, entre elas a validação facial, desde que possua Título Eleitoral ou Carteira Nacional de Habilitação, dentro de sua conta Gov.br por meio do aplicativo 'Meu gov.br' instalado em seu dispositivo móvel. Outras formas de validação são por meio do balcão do INSS, dos Correios ou do Denatran; internet banking e Sigepe (para servidores públicos).

De acordo com o Ministério da Economia, atualmente, há 96 milhões de contas cadastradas na plataforma que reúne os serviços públicos e 4,8 milhões com certificação digital. Anualmente, cerca de 500 mil declarações caem na malha fina. A maioria dos problemas diz respeito à omissão de rendimentos, especialmente dos dependentes.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO