João e 20 governadores pedem compra de vacinas e desestímulo a aglomerações

 

Governadores de 21 estados brasileiros, dentre eles o da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), assinaram carta defendendo uma série de medidas para combate a covid-19. São três eixos: a expansão da vacinação, com a compra sendo feita em “pluralidade de fornecedores”; apoio a medidas preventivas, que desestimulem aglomerações e apoio a estados para manutenção de leitos.

Além disso, eles solicitaram a criação de comitê gestor para a aplicação desses eixos apontados como prioritários na carta.

“Consideramos que esse Pacto deve ser dirigido por um Comitê Gestor, com a participação dos três Poderes e de todos os níveis da Federação, além da assessoria de uma comissão de especialistas”, afirmam os chefes de Executivo estaduais.

Não assinaram a carta: Ratinho Júnior (PSD-PR), Cláudio Castro (PSC-RJ), Carlos Moisés (PSL-SC), Antonio Denarium (PSL-RR), Marcos Rocha (PSL-RO) e Wilson Lima (PSC-AM), todos aliados do presidente Bolsonaro (Sem partido).

Apesar da ausência desses gestores, a carta reitera que todas as doses de vacina adquiridas devem ser distribuídas de acordo com Plano Nacional de Imunização, ou seja, para todos os estados.

Confira a carta:

PB AGORA


FALA PARAÍBA-BORGES NETO