Polícia da Paraíba investiga se homem teria sido morto por engano em operação conduzida por agentes de Sergipe

 


Após um homem de 31 anos morrer na noite dessa terça-feira (16) durante uma operação conduzida pela Polícia Civil de Sergipe, em Santa Luzia, a Polícia Civil da Paraíba apura se houve um erro e Geffeson de Moura Gomes foi morto por engano.

As informações apuradas pelo ClickPB são de Geffeson, que morava em João Pessoa, estava viajando sozinho para Cajazeiras, cidade em que nasceu, para visitar seus pais. Na Serra de Santa Luzia, ele foi abordado pela polícia e acabou morto.

O superintendente de Polícia Civil da região, Sylvio Rabelo, contou que um delegado da Polícia Civil de Sergipe se apresentou como sendo o autor dos disparos que mataram o rapaz. O delegado afirmou que Geffeson estava armado e esboçou reação à abordagem policial. A família do jovem, porém, acredita que ele foi confundido com um assaltante.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Patos. A Polícia Civil de Sergipe estava no interior da Paraíba procurando um grupo criminoso que teria cometido roubos de cargas e arrombamento de bancos naquele estado. Eles tinham informação de que os bandidos estariam passando pelo estado. 

De acordo com Sylvio Rabelo, a Polícia Civil da Paraíba tentou colaborar com a operação, mas os agentes de Sergipe começaram primeiro e quando a polícia paraibana chegou ao local, já encontrou a confusão e o homem morto.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO