Prefeitura de João Pessoa usa reserva de vacinas contra covid-19 para aplicação da primeira dose e garante que não vai fazer falta

 


O Ministério da Saúde liberou nesse domingo (21) o uso das vacinas contra a covid-19 reservadas para segunda dose, para vacinar mais pessoas com a primeira dose em todo o Brasil. O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, afirmou em entrevista na manhã desta segunda-feira (22), que a recomendação será seguida no município.

Anteriormente, cada lote de vacina que chegava ao município era dividido em dois. A metade das doses era usada para vacinar o público-alvo determinado e a outra metade era guardada para quando chegasse o momento desses vacinados tomarem a segunda dose. Agora, o Ministério da Saúde liberou usar as doses desta reserva para vacinar mais pessoas pela primeira vez. O objetivo é aumentar o número de vacinados no país.

Questionado se isso não leva ao risco de faltar vacinas para a segunda dose no futuro, Cícero Lucena respondeu que não, devido ao planejamento desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde. ''Temos mapeado as datas de quem precisa tomar a segunda dose. Estamos com a capacidade de acompanhar e monitorar para que isso não aconteça'', garantiu.

O prefeito afirmou ainda que, mesmo a primeira dose da vacina já proporciona algum nível de imunização, que permite que, caso a pessoa venha a ter covid-19, seja com sintomas mais brandos. ''é importante o maior número de pessoas tomar a primeira dose'', disse.

Cícero Lucena também destacou que a prefeitura disponibilizou um local de vacinação só para quem precisa tomar a segunda dose do imunizante, o Espaço Cultural, em Tambauzinho.

Ampliação 

Com a recomendação do Ministério da Saúde a prefeitura já vacina a partir desta segunda-feira (22), os idosos a partir de 65 anos, em 15 ginásios e dois pontos de drive thru para quem vai tomar a primeira dose (confira aqui os locais). A intenção é desconcentrar o público para manter o distanciamento.

Cícero Lucena afirmou que se o cronograma de entrega de vacinas apresentado pelo Ministério da Saúde for mantido, o público poderá ser ampliado ainda esta semana. Ele afirmou ainda que, caso chegue uma quantidade maior de vacinas, para um grande público, a prefeitura pode ampliar os postos de vacinação para até 65 locais.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO