Em nota, prefeito de Cabedelo diz que recebeu com surpresa a denúncia do Ministério Público e que ao ser notificado, apresentará esclarecimentos

 


O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo Castelliano, disse que recebeu com surpresa a denúncia feita pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) a respeito da Operação Xeque-Mate, em que cita que o atual gestor do município foi escolhido pelo ex-prefeito, Leto Viana, para dar continuidade ao esquema criminoso. De acordo com a nota, Vitor Hugo informou que, ao ser notificado, irá apresentar os esclarecimentos necessários para sua defesa.

Em nota, o prefeito disse que, apesar da surpresa, está "com muita tranquilidade, respeitando e sempre acreditando na Justiça". Além disso, informou que "assim que for notificado, apresentarei os esclarecimentos necessários e tenho plena convicção da minha inocência". Com isso, garantiu que seguirá com o seu trabalho no município de Cabedelo.

Conforme a denúncia, que o ClickPB teve acesso, por não ter sido alvo da 1ª fase da Operação Xeque-Mate, mas ter participado do esquema envolvendo fantasmas na Câmara Municipal, fizeram com que Vitor Hugo fosse escolhido por Leto Viana para reorganizar o grupo e assumir interinamente a chefia do poder político de Cabedelo. Para o MPPB, o plano do ex-prefeito Leto Viana foi bem sucedido, uma vez que, além de Vitor Hugo ter assumido o cargo de prefeito de forma provisória, ainda venceu as eleições suplementares de 2019 e as eleições regulares de 2020 para a Prefeitura de Cabedelo.

Ainda de acordo com a denúncia, o ex-prefeito Leto Viana declarou ao Gaeco, conforme Termo de Declarações datado de 7 de maio de 2019, que Victor Hugo recebia, de suas mãos, a quantia mensal de R$ 3 mil. Este dinheiro viria dos desvios que eram feitos no salário dos servidores fantasmas. Além disso, Leto disse que Victor Hugo recebeu R$ 20 mil quando foi eleito vereador para aderir à sua base de apoio na Câmara.

Confira a nota

Recebi com muita surpresa a notícia da denúncia do Ministério Público do Estado da Paraíba, mas também com muita tranquilidade, respeitando e sempre acreditando na Justiça.

Todos os vereadores do Brasil têm direito por lei a seus assessores, assim à época que fui vereador, também tive os meus, que sempre trabalhavam em prol do meu mandato parlamentar.

Assim que for notificado, apresentarei os esclarecimentos necessários e tenho plena convicção da minha inocência.

Por fim, seguirei firme, batalhando para transformar Cabedelo na melhor cidade da Paraíba.

Vitor Hugo Castelliano
 Prefeito de Cabedelo

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO