Ex de Jonathan conta como foi relacionamento e desconfia de atual namorada na morte de Patrícia

 

Maju, ex-companheira de Jonathan Henrique, principal suspeito de matar a jovem Patrícia Roberta, de 22 anos, contou em entrevista exclusiva ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, como foi o relacionamento no qual eles tiveram uma filha, que hoje tem seis anos.

De acordo com Maju, Jonathan “nunca foi uma pessoa normal” e era um pai mais presente quando a criança era mais nova, porém, ainda assim, ele maltratava a bebê. “Ele batia na perna da filha para ela chorar até cansar e dormir”, revelou.

A respeito dos materiais descritos como “perturbadores” pela perita Amanda Melo, a ex-companheira de Jonathan afirma que tudo pertencia ao suspeito e não à atual namorada como ela tem afirmado à polícia para protegê-lo. A jovem acredita que a atual companheira, que está grávida de cinco meses, estaria envolvida no crime.

De acordo com a delegada Emília Ferraz, em coletiva de imprensa, a atual de Jonathan deu declarações divergentes à imprensa e à polícia. Enquanto para a mídia ela afirmou que passou o fim de semana com o suspeito, no apartamento em que costumava viver com ele, e não tinha visto Patrícia no local, à polícia, ela afirmou que passou o sábado e o domingo com Jonathan, mas em uma residência em Mangabeira. A casa seria de uma travesti com quem Jonathan também mantinha um relacionamento.

Segundo a delegada, a namorada de Jonathan relatou que eles passaram o sábado e o domingo usando drogas nesta casa. Os horários batem com o período em que Patrícia Roberta ficou trancada no apartamento do suspeito.

Maju dará mais detalhes sobre o relacionamento deles e como era a convivência com Jonathan às 11h30, no programa Cidade em Ação, da TV Arapuan.


Marília Domingues


BORGES NETO LUCENA INFORMA