João Pessoa retoma vacinação de trabalhadores em educação do ensino básico ao médio 18+ e ensino superior com 55+

 

A Prefeitura de João Pessoa retoma, na tarde desta sexta-feira (28), a vacinação dos trabalhadores em educação contra a Covid-19, entre 15h e 21h, em seis locais. Serão atendidos os profissionais com 18 anos ou mais que atuam da educação infantil ao ensino médio; e a partir de 55 anos para o ensino superior, em instituições da Capital, e que residam no município. Será atendimento exclusivamente por agendamento através do aplicativo Vacina João Pessoa e do site vacina.joaopessoa.pb.gov.br.

O retorno da vacinação desse público ocorre após nova decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), assinada pelo desembargador Vladimir Souza, que entendeu haver “obstáculos” ao cumprimento integral da decisão anterior da 3ª Vara da Seção Judiciária da Paraíba, que impunha a vacinação dos presos e dos agentes prisionais antes da categoria educacional. 

O magistrado reconheceu, em sua decisão, os argumentos apresentados pelo Município de João Pessoa: a) já ocorreu a vacinação dos moradores de rua de João Pessoa (grupo 16 do PNI); b) a União ainda não enviou vacinas para a imunização da população carcerária (grupo 17 do PNI); c) A Resolução n. 14/2021, do Ministério da Justiça, impõe que a responsabilidade de vacinação dos presos e dos agentes prisionais é dos Estados e não dos Municípios; d) o Secretário de Administração Penitenciária declarou que o Estado da Paraíba vacinará os presos e os agentes penitenciários.

Segundo o prefeito Cícero Lucena, a decisão do desembargador restabelece o caminho que a gestão municipal tem adotado desde o princípio do plano de imunização que é vacinar com a maior celeridade possível a quem tem direito. “É muito gratificante para nós podermos retomar a vacinação do pessoal da educação, área fundamental para nossa juventude e que precisa retomar as atividades plenas. Nos deixa contentes, ainda, vermos que nossas ações para agilizar a vacinação passam a ser regra em todo o País, como é o caso da destinação de doses para trabalhadores da educação, que iniciamos lá atrás e que estava suspenso”, afirmou o prefeito.

Documentos necessários

No momento da vacinação, além da documentação pessoal, serão solicitadas cópias do contracheque e declaração da instituição de ensino de João Pessoa e do comprovante de residência na cidade, que deverão ficar retidas no posto de imunização.

Transporte gratuito

As pessoas que necessitarem de deslocamento de um bairro a outro para tomar a vacina, podem utilizar os serviços gratuitos dos aplicativos 99 e Uber, em parceria com a Prefeitura de João Pessoa e Governo do Estado, respectivamente. Para garantir o acesso ao serviço da 99, o cidadão que usar a plataforma deverá acessar o aplicativo, na categoria 99 Pop, e inserir o código promocional ‘Promocodes’, destinado exclusivamente ao transporte até os pontos de vacinação em João Pessoa. O código que deverá ser inserido no aplicativo Uber é o VACINAPB e cada usuário só pode inseri-lo uma vez, garantindo a gratuidade para as duas viagens que devem chegar até R$ 25, cada.
 
Solidariedade

Os postos de vacinação também estão abertos, nesses dias de luta contra a Covid-19, para receber as doações de alimentos não perecíveis. Após a arrecadação, eles serão distribuídos com instituições de caridade e famílias necessitadas, atingidas pelos efeitos dessa pandemia. A arrecadação e a distribuição integram uma iniciativa conjunta da Prefeitura de João Pessoa e do Governo do Estado.

Trabalhadores em Educação (15h às 21h):

- 18+ Ensino Básico (creches, pré-escolas, ensino fundamental, profissionalizante, EJA) 

- 55+ Ensino Superior

Drive trhu 

- Santuário Mãe Rainha (Aeroclube)
- Mangabeira Shopping 
- UFPB, acesso pelo HU (Castelo Branco)
- Unipê (Água Fria)
Ginásios
- Escola HBE (Bairro dos Estados)
- Motiva Ambiental (Tambaú)]


CLICKPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA