Bolsonaro volta a cobrar de Queiroga estudo para desobrigar o uso de máscara em vacinados

 

Ontem (24) na sua tradicional live, nas quintas-feiras, o presidente Jair Bolsonaro questionou, o uso de máscaras por crianças acima de dois anos. O chefe do Executivo ressaltou que, por debaixo da proteção facial, a criança estará respirando pela boca, o que “atrapalha”. Noutro note ele, destacou que vem cobrando do ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para desobrigar o uso de máscaras por vacinados e pessoas já contaminadas pelo vírus. Erroneamente, o mandatário disse ainda que quem foi vacinado ou já teve a doença, não transmite o vírus.

“Tem criança de 2, 3 anos usando máscara. É para usar máscara? Se você tirar a máscara da cara da criança, você vê lá. Está com a boca aberta. Eu entendo, pelo que eu sei, dado a minha mãe aí… Meus avôs aí, criança de boca aberta tem problema. Está respirando pela boca. O ar que está entrando no seu pulmão não é o mais adequado possível. Não está filtrado corretamente, não tem um certo nível de umidade, sei lá o quê. Atrapalha”, disse Bolsonaro. O Ministério da Saúde recomenda o uso de máscaras para crianças acima de dois anos. É preciso prudência até os cinco anos, principalmente quando elas estiverem em atividades que exijam esforço físico.

Estudo a Queiroga

Bolsonaro citou, ainda, pedido feito ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga que hoje (25), está na Paraíba, para desobrigar o uso de máscaras por vacinados e pessoas já contaminadas pelo vírus. “Pedi estudo sim, já tem uma semana, para o Ministério da Saúde, para opinar sobre máscara. Está para nascer esse parecer do Ministério da Saúde. Tem gente que até no Supremo falou que é impensável tirar máscara. Pessoal, quem já teve o vírus como eu, quem já foi vacinado, não transmite. E não pega. E quem for contra é porque não acredita na vacina”, disparou o presidente.

Por fim, Bolsonaro relatou que a máscara está servindo para “arrumar dinheiro para alguns governadores como esse de SP”. “É multa. Se depender do governador de SP, vai ficar aí, enquanto ele for governador, vai ficar valendo a máscara para todo mundo porque é grana para ele. É multa. Falem com médico, eu não sou médico não”, continuou.

Mais cedo, em evento na Barragem de Oiticica, em Jucurutu (RN), o presidente retirou, por duas vezes, a máscara de crianças. A uma poeta-mirim que se preparava para uma apresentação de boas-vindas, o presidente acenou para que a criança tirasse a proteção para recitar a composição. Ela obedeceu. Depois, pegou uma criança no colo e retirou a proteção para que tirassem uma foto com ele.

PB AGORA


FALA PARAÍBA-BORGES NETO