Empresário Carlos Wizard afirma que vai permanecer calado na CPI da Covid




 Convocado para a CPI da Covid nesta quarta-feira (30), o empresário Carlos Wizard comunicou que usará o direito concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de ficar em silêncio.

Embora tenha avisado que não irá responder as perguntas, Carlos Wizard é obrigado a ouvir as perguntas direcionadas a ele, de modo que o senador Renan Calheiros segue mostrando vídeos e fazendo perguntas ao empresário.

''Me reservo o direito de permanecer em silêncio'' é a única resposta proferida pelo empresário até então.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO