Gasolina mantém preços entre R$ 5,249 e R$ 5,699 há uma semana, constata pesquisa do Procon-JP

 

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor realizou pesquisa comparativa para combustíveis e constatou que o menor preço da gasolina se mantém em R$ R$ 5,249 (Elesbão/Millenium – Água Fria), assim como o maior continua em R$ 5, 699 (Extra – Bairro dos Estados), os mesmos do levantamento do último dia 18 de junho, com o produto aumentando em 16 postos, reduzindo em 11 e se mantendo em 83.

A pesquisa do Procon-JP foi realizada em 110 postos que estão em atividade na Capital e verificou, ainda, que a maior média de variação para pagamento à vista foi encontrada no preço do álcool, 20,5%,  com a menor variação ficando com a gasolina comum e se mantendo em 8,6%.

Quanto ao menor preço do litro do etanol, este registrou alta de quatro centavos em comparação à pesquisa do dia 18 de junho, saindo de R$ 4,499 para R$ 4,540 (Ferrari – Centro), com o maior se mantendo, há uma semana, em R$ 5,469 (Pichilau Gauchinha – Distrito Industrial). O preço do álcool aumentou em 34 postos, se manteve em 66 e diminuiu em cinco locais em relação ao levantamento anterior.

Diesel S10 – O menor preço do diesel S10, R$ 4,299, teve leve queda em relação à semana passada e está sendo praticado nos postos Triunfo (Torre); Sim (Água Fria); Ale (Geisel), Auto Posto (Valentina); e Expressão (Centro). O maior também não sofreu alteração desde o último dia 18: R$ 4,799 (Quadramares – Manaíra, Big e Select – Tambaú), com o produto aumentando em cinco postos, reduzindo em dois e se mantendo em 95.

GNV – O menor preço do Gás Natural Veicular (GNV) continua em R$ 3,970 (Estrela – Geisel, Bancários – Bancários, e Maxi Posto – Oitizeiro), o mesmo ocorrendo com o maior, que está sendo comercializado em R$ 4,499 (Posto Z – Jardim Cidade Universitária), os mesmos valores desde o início de maio último. Dos postos que comercializam o produto na Capital, um aumentou, dois reduziram e 10 mantiveram o preço em comparação à pesquisa anterior.


Secom-JP


borges neto lucena informa