Mãe de Lázaro sobre filho: ‘Não tenho culpa. Era um menino bom, ia na igreja’

 


Em entrevista ao Universa, do UOL, Eva Maria, de 53 anos, mãe do serial killer Lázaro Barbosa, afirmou que nunca faltou amor em casa.

“Ele era um menino bom, me acompanhava na igreja evangélica e dava flores no Dia das Mães”, descreveu Eva Maria referindo-se ao primogênito.

A mãe de Lázaro também disse gostaria de pedir perdão aos familiares das vítimas do filho. “Eu queria conversar com eles, num primeiro momento, para pedir perdão. Perdão. Só perdão”, afirmou.

Hoje, Eva vive isolada dentro de casa junto ao marido, torcendo pelo resgate do filho. Vivo. “Temo pela vida dele. Quero que ele seja preso para explicar o que aconteceu. E vou continuar ao lado dele, porque, para mim, ele nunca foi ruim, nunca levantou a mão. No Dia das Mães me dava flores. É bom marido, bom pai. Não sei por que isso está acontecendo, mas ficarei ao lado dele”, finalizou.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO