Prefeito é investigado por reintegrar servidor demitido após ‘negociação’


 O prefeito de Guarabira, Marcus Diôgo (PSDB), está sendo investigado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) por recontratar um servidor que foi demitido após Processo Administrativo Disciplinar.

De acordo com o denunciante, a reintegração do servidor Roberto Rudney Bezerra de Araújo se deu a após negociações políticas com Marcus Diôgo, que era vice-prefeito de Zenóbio Toscano na época.


A promotora Andréa Bezerra Pequeno de Alustau, da 4ª Promotoria de Justiça de Guarabira, responsável pelo caso, irá apurar supostas irregularidades na reintegração do servidor. A Prefeitura de Guarabira tem o prazo de 15 dias para apresentar cópia das fichas financeiras e de todas as folhas de frequência do servidor até outubro de 2016.Oficiada pelo MPPB, a Prefeitura de Guarabira apresentou cópia do Processo Administrativo Disciplinar que culminou na pena de demissão ao servidor e em sua posterior reintegração ao cargo.

Confira o documento:

 

PB AGORA



FALA PARAÍBA-BORGES NETO