Teste rápido e mais barato para detectar Covid é patenteado pela UFMG

 


Um teste rápido para diagnosticar Covid-19, que sai por R$ 0,80, foi patenteado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O início do desenvolvimento do projeto foi financiado por doações de pessoas físicas e jurídicas, graças a uma campanha feita pelas pesquisadores em abril do ano passado.

Meses depois, uma parceria com a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), garantiu R$ 750 mil para o estudo. Mais tarde, uma empresa passou a financiar o teste.

Todo este apoio possibilitou não só o desenvolvimento de um teste, mas de 25 possibilidades. Outros cinco kits diferentes terão as patentes depositadas em breve.

“A expectativa agora é que este primeiro teste patenteado possa estar disponível no mercado dentro de três meses o teste seja disponibilizado no mercado. Três empresas já estão interessadas. Mas o nosso grande objetivo é que ele seja oferecido ao poder público e seja aplicado no SUS”, disse o professor Rodolfo Giunchetti, que está à frente do projeto.

Todos os testes utilizados hoje no mercado são importados – quase tudo da China – e os registros da Anvisa demoram cerca de 15 dias para sair. Eles chegam a custar R$ 100.https://2bafd8fb8056d85261bea362bb6eb8b0.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A UFMG ainda conta com a parceria da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ), Universidade Federal de Lavras (UFLA), a Unifenas e Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA).


G1


BORGES NETO LUCENA INFORMA