CDL se posiciona contra feriado de 5 de agosto em João Pessoa e presidente dispara: “estamos sendo prejudicados”

 


A confirmação do feriado de 05 de agosto - aniversário da fundação da cidade de João Pessoa -  não agradou ao segmento de parte do comércio da capital paraibana. Ao ClickPB, o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Nivaldo Vilar, posicionou-se contrário, disse que a categoria foi pega de surpresa e afirma que serão prejudicados. Comércio poderá funcionar, mas os lojistas terão que pagar uma folga e um dia trabalhado aos funcionários caso abram as lojas. 

“Nós fomos pegos de surpresa com essa situação porque nós não concordamos com isso porque foi emitida uma Medida Provisória do Governo do Estado, em março, a 295, antecipando esse feriado. E lá atrás, quando foi antecipado esse ferido, a Prefeitura não se posicionou contrária de jeito nenhum, aceitou”, afirmou, em conversa, nesta terça-feira (03), destacando que a a gestão municipal alega que existe lei que determina o feriado e que só poderá mudar caso haja revogação e para isso uma Medida Provisória deveria ser emitida. 

Ainda de acordo com Nivaldo Vilar, o feriado prejudica o segmento que 'vive' a semana do Dia dos Pais, que movimenta o comércio da cidade. “Nós estamos sendo prejudicados em plena semana do Dia dos Pais. Todo mundo do comércio, os lojistas estavam certos de que seria normal. Então, normal quer dizer o quê? Que todos os lojistas poderão abrir, sem problemas e sem precisar pegar os direitos do trabalhador tanto o pequeno quanto o grande. Desde já, nós estamos prejudicados mesmo que haja alguma revogação porque já foi espalhado pela cidade que vai ser feriado”, ressaltou.

CLICKPB

FALA PARAÍBA-BORGES NETO