Hospital Alberto Urquiza recebe certificado internacional de referência em ECMO

 



O Hospital Alberto Urquiza Wanderley recebeu mais um certificado internacional. A unidade agora é reconhecida como Centro de Referência Elso para o tratamento de pacientes por meio do método ECMO. Na Paraíba, o hospital, que faz parte da rede própria da Unimed JP, é o único com a certificação, concedida pela Sociedade de Suporte de Vida Extracorpórea (Extracorporeal Life Support Organization – Elso). 

A oxigenação por membrana extracorpórea (Extracorporeal Membrane Oxygenation – ECMO) ficou conhecida nos últimos meses por ser um dos tratamentos utilizados em pacientes com a covid-19. É uma terapia complexa que, por meio de um dispositivo que permite a oxigenação de forma artificial do sangue fora do corpo, oferece suporte de vida em casos em que as funções dos pulmões ou do coração estejam comprometidas. 

De acordo com o cirurgião cardiovascular Maurílio Onofre, para ser reconhecido como Centro de Referência Elso, o Hospital Alberto Urquiza foi submetido a avaliações com critérios rigorosos. “Este reconhecimento mostra a nossa capacidade de atender o paciente e oferecer esse tipo de tratamento com excelência”, disse. O cirurgião realiza o procedimento no hospital e também tem a certificação como médico. 

A Sociedade de Suporte de Vida Extracorpórea é uma organização médica internacional que pesquisa, publica, avalia e regulamenta as ECMOs realizadas em hospitais em todo o mundo. É destaque mundial em educação, treinamento, pesquisa e gerenciamento de dados para o avanço do suporte extracorpóreo à vida. 

Treinamento – Maurílio Onofre explicou que o Hospital Alberto Urquiza também é reconhecido por fazer o treinamento de profissionais e por poder levar o equipamento para outras cidades, iniciando o procedimento no paciente e transferindo-o, de forma segura, para o Hospital Alberto Urquiza logo após a instalação.  

Para que o paciente esteja seguro, é preciso um trabalho de equipe multidisciplinar treinada. Essa técnica deve ser obrigatoriamente empregada em centros especializados, com estrutura adequada e preparada para conduzir a terapia, como é o caso do Hospital Alberto Urquiza Wanderley. 

O médico esclarece que a ECMO não cura a covid-19. Ela oferece um suporte temporário para que o coração ou os pulmões se recuperem e assumam as suas próprias funções. “Ela não pode ser considerada como uma terapia de rotina durante a pandemia e é preciso avaliar muito bem o paciente para saber se ele é ou não elegível para o uso”, explicou. 

Sobre a Unimed JP – Com 49 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,8 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição de 150 mil clientes. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, é signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br

Outras informações:
Instagram: @unimedjoaopessoa 
LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa
Facebook: /unimedjoaopessoa
Twitter: @unimed_jp



PARAÍBA.COM


BORGES NETO LUCENA INFORMA