João Azevêdo diz que é necessário manter decretos restritivos e lembra que Paraíba tem 20% da população imunizada


 No fim de semana, o Governo do Estado publicou um novo decreto com medidas restritivas de combate a Covid-19, que vale até 30 de agosto. Nesta segunda-feira (16), o governador João Azevêdo (Cidadania), durante entrevista a imprensa, comentou a necessidade de se manter ainda decretos como forma de manter aquilo que foi conquistado durante o período. Além disso, lembrou também que apenas 20% da população paraibana está completamente imunizada ou com duas doses ou dose única.

“A Paraíba conseguiu ao longo desse tempo enfrentar a pandemia, eu diria com muita competência. Nós não tivemos no nosso sistema hora nenhuma em colapso. Nós temos sempre resposta. Não houve um paraibano sequer que tenha morrido por falta de leito. Para que a gente pudesse ter essa resposta houve uma estrutura inteira que se dedicou a isso. Entretanto, as conquistas nós não podemos perdê-las rapidamente”, comentou, como apurou o ClickPB. 

Além disso, o chefe do Executivo ressalta que a guerra contra o vírus ainda não foi vencida. “Nós temos um pouco mais de 20% da população totalmente protegida e mais de 50% com uma dose. Mas nós precisamos avançar. Infelizmente enquanto a vacinação não atinge o patamar de 80 a 85% nós não conseguiremos ter e evitar que novas cepas surjam como é o caso da variante Delta que está aí atingindo o Rio de Janeiro de uma forma extremamente forte e que com certeza chegará em outros cantos do Brasil”, pontuou.

João Azevêdo ainda destacou que é necessário manter as restrições e para evitar perder “aquilo que nós conquistamos é importante manter os cuidados”. Entre eles, os cuidados individuais como uso de máscara, distanciamento, higienização das mãos. “Éimportante ainda que esses cuidados sejam mantidos através de decretos, considerando que todas as atividades estão funcionamento”, frisou, destacando, como apurou o ClickPB, o retorno das aulas presenciais na rede estadual em setembro.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO