Luciano Cartaxo diz que reunião com PT discutiu cenário político e faz críticas a entrega de letreiro em aniversário de João Pessoa

 

O ex-prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV), que pretende concorrer às eleições de 2022, se reuniu esta semana com a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), a deputada federal Gleisi Hoffmann. Na pauta, a discussão do cenário político e garantiu que até então segue no seu partido. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM, nesta sexta-feira (06), o ex-gestor alfinetou o atual prefeito da Capital, Cícero Lucena (Progressistas) e o governador, João Azevêdo (Cidadania) sobre a entrega de letreiro no dia do aniversário de João Pessoa.

“Nós estamos fazendo a avaliação do cenário nacional, estadual e da aliança política. É esse que foi o grande objetivo, fazer a discussão de quais partidos estariam dispostos a compor essa aliança na Paraíba”, afirmou, como acompanhou o ClickPB. O ex-gestor destacou que no Congresso Nacional discute sobre a reforma política para o próximo ano. “Infelizmente no Brasil, a cada dois anos que se tem eleição, se muda as regras do jogo. Vamos analisar essas regras do processo eleitoral que deve ser votada até outubro”, frisou.

Somente nos últimos dias, três lideranças políticas paraibanas se reuniram com o PT - Luciano Cartaxo, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB). “Eu não vejo questão de coincidência ou não. O que eu digo é que agora no segundo semestre as coisas começam a ser definidas. Agora no segundo semestre a gente começa a ter essa perspectiva de construção de debate politico, dialogar com os partidos, com lideranças, com a população, conhecer as regras o processo eleitoral”, disse. Cartaxo ainda informou que a discussão acontece, mas a definição de chapa somente mais a frente e que não há necessidade de sair do PV. 

O ex-prefeito ainda aproveitou o momento da entrevista e teceu críticas aos atuais gestores do Estado. Anteriormente, em outras entrevistas, Cartaxo já disse que poderia concorrer ao governo do Estado. “O aniversário da cidade ontem a gente viu que o governador e o prefeito, que diziam que tinham feito uma aliança muito boa para gerar o bem para a cidade de João Pessoa, e se resumiram a entregar um letreiro no aniversário da cidade. então o governo e a prefeitura não conseguem apresentar resultados”, comentou. 

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO