Alta no preço do gás de cozinha leva revendedores fecharem lojas na Paraíba


 Revendedoras de gás de cozinha estão encerrando as atividades na Paraíba por causa dos constantes aumentos do produto e da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. A revelação é do presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás de Cozinha na Paraíba, Marcos Antônio Bezerra.

“Da pandemia para cá houve uma retração de 40%. Já existem muitas revendas que estão fechando. Na Paraíba já fecharam mais de 50. A nossa sobrevivência vai ficando difícil porque temos uma estrutura que precisa de uma margem para sobreviver. Essa retração faz com quem não geremos os valores para fazer o pagamento. Com isso as atividades são encerradas”, disse em entrevista ao programa Hora H, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Wallison Bezerra, na Rede Mais Rádios.

A partir desta quinta-feira (2), o consumidor vai pagar mais caro pelo produto. O aumento deverá ser entre R$ 7 a R$ 10.  De acordo com Marcos Antônio, o novo reajuste do gás vai custear despesas do setor.

“Todos os anos no mês de setembro as distribuidoras repassam um aumento referente a dissídio coletivo e insumos. Tudo que aumenta durante um ano se faz esse reajuste”, explicou.

MaisPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO