Após convite a Cartaxo, Jackson não descarta marchar com João em 2022, mas admite que alianças do governador atrapalham

 

O presidente do PT da Paraíba, Jackson Macêdo, não descartou uma possível aliança com João Azevêdo (Cidadania) nas eleições do ano que vem, mesmo com o convite feito ao ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), para ser candidato a governador pelo partido. Para o dirigente petista, a tática eleitoral do PT ainda vai ser discutida e, a preço de hoje, o partido faz, sim, parte do governo de João.

“Não. Tática eleitoral o PT vai discutir no momento certo. Logicamente, todo mundo tem suas preferências e suas vontades. O PT faz parte do Governo do Estado e ajudou a eleger João Azevêdo quando ele estava filiado ao PSB. Hoje está no Cidadania, um partido que nacionalmente é adversário do PT e que tem um candidato a presidente mas, mesmo assim, no momento certo, a gente vai discutir qual a tática eleitoral a adotar aqui”, considerou.

No entanto, Jackson não negou que o campo de alianças que João tem priorizado dificulta a manutenção do PT para as eleições de 2022. As falas do petista foram registradas durante uma entrevista a uma rádio local.

“Agora, uma coisa precisa ser dita, João prioriza no seu palanque o Progressistas e o Democratas, partidos que estão nacionalmente em campos opostos ao PT. Numa opção de construção de aproximação, o PT ficaria sem uma opção de votar para o Senado”, admitiu.

PB AGORA



FALA PARAÍBA-BORGES NETO