“Brasil não pode aturar gasolina a R$ 7”, diz Lira

 


O presidente da Câmara Federal, Arthur Lira (Progressitas-AL), informou que os deputados devem analisar uma série de medidas relacionadas aos aumentos constantes nos preços cobrados pelos combustíveis no país. “Amanhã, vamos colocar alternativas em discussão no Colégio de Líderes. O fato é que o Brasil não pode tolerar gasolina a quase R$ 7 e o gás a R$ 120”, postou em uma rede social.

Lira afirmou que a Câmara dos Deputados está “fazendo seu dever de casa para o país retomar a economia respeitando os limites fiscais e sendo responsável em todas as suas sinalizações para o mercado. Mesmo assim, o dólar persiste num patamar alto. Junto com a valorização do barril de petróleo, a pressão no preço dos combustíveis é insustentável”. A análise ocorre num momento em que os brasileiros convivem com vários reajustes na gasolina, diesel e gás de cozinha.

De acordo com o presidente da Câmara, a Petrobras precisa de uma ação mais enérgica para ajudar o país. “O diretor da Petrobras Cláudio Mastella diz que estuda com ‘carinho’ um aumento de preços diante desse cenário. Tenho certeza que ele é bem pago para buscar outras soluções que não o simples repasse frequente”.

MaisPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO