Caminhoneiros programam paralisações na Paraíba: "tudo aumenta menos o preço do frete"

 


"Ninguém tá levantando bandeira de político nenhum. Nós queremos que haja respeito com os trabalhadores. Toda semana, tudo aumenta. O óleo aumenta, gás, até para colocar o caminhão no posto agora tem diária para o caminhoneiro pagar, e o frete só diminui, deixando a gente sem lucro nenhum. Qual trabalhador consegue viver assim?", criticou uma das lideranças de caminhoneiros na Paraíba, Albério Lima, em entrevista ao ClickPB, nesta quarta-feira (8).

Segundo ele, as paralisações que acontecem em todo o país protestam contra a carestia dos combustíveis. Segundo informações de delegacias regionais da PRF, os bloqueios acontecem na Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Maranhão, Paraná e Santa Catarina. 

"Queremos que haja um basta no aumento insano nos preços dos combustíveis e também que cumpram a lei do piso do frete, pois, em muitos casos, ainda não estão cumprindo", disse. 

A previsão é que ainda nesta quarta-feira (8) sejam encaminhados os ofícios com a informação de bloqueio das estradas para a Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

Caso se concretize, o indicativo de paralisação é o segundo registrado esse ano na Paraíba. 

"Exercemos o nosso direito de paralisar e protestar contra o que está acontecendo no país. Não podemos continuar permitindo essa falta de freio nos preços. Isso destrói com a nossa profissão. Transportamos o país nas costas. Temos que estar unidos", relatou. 

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO