NOVIDADE NO CASO NORMANDO: Acusados do assassinato de empresário serrabranquense têm prisões revogadas pela Justiça

 

EXCLUSIVO: Ildebrando Targino da Silva, Wilames José de Sales e Edgley Palmeira Dias tiveram suas prisões preventivas revogadas pela Justiça, no tocante à morte do empresário serra-branquense Normando Pereira.

Os acusados permanecerão presos, mas por outros processos que já responde. Segundo apurado pela reportagem do portal De Olho Cariri, a defesa dos suspeitos pediram a revogação de suas prisões por falta de provas das acusações e o juiz da Comarca, Dr. José Irlando, acatou os argumentos.

Segundo o magistrado, o processo transcorre desde 2019 e os acusados estão presos há mais de um ano sem que a instrução criminal fosse sequer iniciada. O juiz ainda alegou que é inconcebível permanecer com os denunciados presos por tanto tempo sem que nenhuma culpa possa ser a eles atribuída.

Dr. José Irlando determinou a revogação de suas prisões, mas impôs medidas cautelares como o comparecimento à Justiça no início de cada mês, recolher-se em casa no período da noite, entre outros. Os acusados, entretanto e segundo apurou nossa reportagem, permanecem presos por conta de outros processos.

De Olho no Cariri


FALA PARAÍBA-BORGES NETO