Justiça revoga prisão de acusados de matar empresário caririzeiro

 

O Juiz da Comarca de Serra Branca revogou a prisão dos dois homens suspeitos de assassinar o empresário serra-branquense Normando Pereira, ocorrido em 13 de junho de 2019.

Apesar da revogação da prisão no processo da morte do empresário, os acusados permanecerão presos, mas por força de mandados de prisão referente a outros processos que já respondem.

Na decisão, o magistrado disse que o processo transcorre desde 2019 e os acusados estão presos há mais de um ano sem que a instrução criminal fosse sequer iniciada, e ainda alegou que é inconcebível permanecer com os denunciados presos por tanto tempo sem que nenhuma culpa possa ser a eles atribuída.

O CRIME

Normando Pereira tinha 57 anos e foi encontrado morto na manhã do dia 13 de junho na granja onde morava, às margens da BR-412. No corpo havia sinais de dois disparos de arma de fogo, um na região do pescoço e outro no abdome. A notícia chocou os moradores da cidade de Serra Branca, já que ele era bastante conhecido. Até hoje, um ano depois, ninguém foi responsabilizado pelo crime.

 

 

VITRINE DO CARIRI

Com De Olho no Cariri



BORGES NETO LUCENA INFORMA