MPT investiga morte de trabalhador em obra da BR-230

 

O procurador do Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT), Eduardo Varandas, informou que o órgão instaurou um inquérito civil para investigar as causas e as responsabilidades do acidente ocorrido nesta quarta-feira (27) e que resultou na morte de um trabalhador. Leonilson Araujo Laurentino, 39 anos, era funcionário de uma empresa terceirizada e foi soterrado na obra de drenagem de um viaduto na BR-230, em Cabedelo.

O procurador informou que determinou várias medidas, entre elas, duas auditorias, sendo uma delas no local do acidente feita pela Superintendência Regional do Trabalho, que pode inclusive, interditar a obra; além de outra auditoria com fins de análise pericial junto ao Ministério Público da União.

Varandas explicou que serão ouvidos representantes do Exército, da empresa contratada para o serviço, além da vítima que sobreviveu ao acidente. “Após os laudos, vamos ter mais ou menos uma visão do que aconteceu para buscar as responsabilidades”.

Leonilson Araujo faleceu na madrugada desta quinta-feira. Ele teve três paradas cardíacas no Hospital de Emergência e Trauma, para onde foi socorrido, e não resistiu. Ele ficou completamente soterrado e precisou ser reanimado ainda no local do acidente.

O homem e um militar do Exército, de 20 anos, removiam escoras de segurança quando a terra cedeu. Os dois foram socorridos para o Trauma. O militar teve apenas ferimentos leves e recebeu alta médica ainda durante a tarde de ontem.

MaisPB

BORGES NETO LUCENA INFORMA