ANP muda regras para postos de combustíveis e libera delivery de gasolina e álcool em domicílio


 A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) alterou nesta quinta-feira (4) regras de comercialização de combustíveis em todo o país.

As principais mudanças aprovadas pela diretoria do órgão foram a liberação da venda por delivery da gasolina comum e do etanol e a forma de mostrar os preços nas bombas. Hoje, o valor mostrado na bomba tem três casas decimais. Agora, serão necessárias apenas duas casas decimais.

A agência esclareceu que o "delivery deverá ser feito até os limites do município onde se encontra o revendedor varejista autorizado pela ANP" e que o posto que decidir participar da modalidade precisa estar adimplente com o Programa de Monitoramento da Qualidade da ANP (PMQC).

Já os postos têm um prazo de 180 dias, depois de publicada a resolução, para promover a alteração para duas casas decimais na visualização dos preços dos combustíveis.

Segundo a ANP, as medidas passaram a ser discutidas depois da greve dos caminhoneiros de 2018 e foram submetidas à consulta e audiência públicas.