Cartaxo se coloca como candidato ao Governo pela oposição na PB e avisa: “Tenho disposição, a construção é que é o desafio”


 “Eu tenho disposição, a construção é que é o desafio”. A declaração é do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) ao confirmar sua disposição de disputar o Governo da Paraíba, pela oposição, nas eleições de 2022.

O ex-gestor disse que só não lançou sua candidatura ainda porque precisa de uma construção em torno do seu projeto para oficializar-se na disputa, porém assegurou que a tese de que o governador João Azevêdo (Cidadania) não irá ter adversários é falsa. Para ele, essa ideia tem sido plantada pela base do governador para tentar criar um cenário em que não haja adversários no pleito do ano que vem.

“Pois eu digo que se tiver três candidaturas é ruim para o governo, porque os votos vão se dividir, e se tiver uma candidatura forte, João perde também porque o sentimento na rua é de mudança. O governador do estado não tem liderança, ele não construiu luz própria para ganhar as eleições”, disse.

Questionado se não iria recuar da disputa assim como fez em 2018, quando teve o nome cotado e não entrou na disputa, o ex-prefeito deixou claro que ‘não bateu pino’.
“Não bati pino em 2018. Defendíamos uma discussão em cima de critérios para termos a oposição unida, mas isso não foi possível. Em março de 2017, o saudoso senador Maranhão se lançou candidato ao governo do Estado, mesmo o nosso vice sendo do PMDB, que era Manoel Junior”, afirmou.

Em 2018, a oposição contou com a candidatura do irmão de Luciano, Lucélio Cartaxo como candidato a governador e foi derrotada em primeiro turno para João Azevêdo.

As declarações de Luciano Cartaxo repercutiram durante entrevista nesta terça-feira (09) ao programa Arapuan Verdade.

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA